mai 23 2022

Semana abre com queda nas cotações do boi gordo em São Paulo


Com escalas de abate programadas até o fim do mês, os frigoríficos paulistas abriram a semana ofertando R$ 2/@ a menos para o boi gordo, agora negociado a R$ 306/@ (preço bruto e no prazo), informa nesta segunda-feira (23/5) a Scot Consultoria.

Os preços da novilha terminada também registraram recuo diário de R$ 2/@ em São Paulo, atingindo R$ 302/@, enquanto a cotação da vaca gorda teve baixa de R$ 1/@, ficando em R$ 274/@ (valores brutos e a prazo), acrescenta a Scot.

Os preços para os machos com destino à China (abatidos mais jovens, com até 30 meses de idade) também caíram nesta segunda-feira, para R$ 310/@ nas praças paulistas, o que representou desvalorização de R$ 5/@ sobre os valores da última sexta-feira (20/5).

Segundo levantamento da IHS Markit, nesta segunda-feira (23/5), o mercado brasileiro do boi gordo apresentou as suas características singulares de início de semana, com os compradores ausentes do mercado e ainda estudando as melhores estratégias para retornar aos negócios,

Os pecuaristas também permaneceram longe dos balcões de negócios, observando as condições de mercado e climatológicas para dar continuidade nas operações de venda de gado, relata a IHS.

De modo geral, porém, o pouco apetite comprador das indústrias frigoríficas permanece como fator principal para a pressão baixista da arroba presente ao longo das últimas semanas.

Segundo a IHS, as escalas dos frigoríficos brasileiros permanecem alongadas.

“Em média, as operações possuem volumes de animais que já atendem sete dias e o mercado agora inicia movimentos de alocação para o período de junho”, observa a IHS.

No entanto, para o próximo mês, existe a possibilidade de maior estabilidade de preços na arroba, devido ao avanço do período de entressafra de boiadas terminadas a pasto.

“A partir de junho, se espera que os volumes excedentes de animais ofertados devem diminuir, trazendo suporte aos preços e um possível cenário de reequilíbrio entre oferta e demanda, considerando manutenção nos volumes de embarque para exportação”, relatam os analistas da IHS.

No mercado atacadista e de distribuição de carne bovina, as vendas no final de semana não registraram melhoras e os volumes de negócios permanecem fracos e abaixo do ritmo normal.

“Este fator já iniciou um processo de formação de estoques nas câmaras frigoríficas e sobras nos entrepostos”, observa a IHS.

Cotações máximas de machos e fêmeas desta segunda-feira, 23 de maio
(Fonte: IHS Markit)

SP-Noroeste:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 285/@ (à vista)
vaca a R$ 265/@ (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 280/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 280/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 278/@ (prazo)
vaca a R$ 267/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 280/@ (à vista)
vaca a R$ 265/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 275/@ (à vista)
vaca a R$ 265/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca R$ 265/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 270/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 266/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 280/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 280/@ (à vista)
vaca a R$ 270/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 330/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 330/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 281/@ (prazo)
vaca a R$ 270/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 275/@ (prazo)
vaca a R$ 265/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 280/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 275/@ (prazo)
vaca a R$ 260/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 270/@ (à vista)
vaca a R$ 260/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 260/@ (à vista)
vaca a R$ 250/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 285/@ (prazo)
vaca a R$ 274@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 270/@ (à vista)
vaca a R$ 260/@ (à vista)

Fonte: Portal DBO