ago 12 2021

Leite: Relação de troca ao produtor mantem-se estável em julho


Em relação a julho de 2020, o preço líquido nominal foi 31,5% maior. O aumento no preço do leite compensou as altas nos preços do milho e do farelo de soja mantendo a relação de troca leite/mistura praticamente estável. Em julho foram necessários 48,1 litros de leite para aquisição de 60 kg de mistura a base de milho e farelo de soja, 0,5 litro a menos em junho de 2021.

No varejo, o preço da cesta de lácteos teve nova alta mensal de 1,28%. Destaques para a alta no leite UHT (+3,71%) e queda nos queijos (-1,43%). Em 12 meses, a inflação no grupo de leite e derivados foi de 12,94%.

As importações brasileiras de leite totalizaram 72,5 milhões de litros em julho, ficando 2,5% maiores em relação aos volumes importados em junho de 2021.

Já as exportações tiveram queda no mês. O volume de 11,4 milhões de litros foi 39,9% menor que o registrado em junho, mas 9,6% maior em relação ao mesmo mês de 2020.

O saldo da balança comercial no acumulado até julho registrou déficit de US$211 milhões e um volume de 514 milhões de litros.

Os preços internacionais registraram nova queda. No primeiro leilão de agosto do GDT, o leite em pó integral fechou em US$3.598/ton (-5,2%) e o desnatado em US$3.020/ton (-0,9%).

Revista Rural