ago 6 2021

Quarta alta consecutiva no preço do leite pago ao produtor


Considerando a média nacional ponderada dos 18 estados pesquisados pela Scot Consultoria, o aumento foi de 3,7%. Na comparação com julho do ano passado, o produtor está recebendo 37,2% mais esse ano.

As cotações médias variaram de R$2,00 a R$2,30 por litro de leite, conforme o estado.

A maior concorrência entre as indústrias pela matéria-prima e o aumento nos custos de produção têm pesado sobre o mercado de leite.

Apesar da produção de leite aumentando no Sul do país, na média nacional, o volume captado em junho caiu 2,5% na comparação mensal e está 4,0% abaixo em relação a junho do ano passado, segundo o Índice Scot Consultoria de Captação.

Para o pagamento a ser realizado em agosto/21, referente a produção entregue em julho/21, 62% dos laticínios pesquisados apontam para estabilidade no preço do leite ao produtor, 35% estimam alta e 3% falam em queda no preço do leite.

No Brasil Central e regiões Sudeste e Nordeste o mercado deverá seguir mais firme, entre manutenção e alta no preço do leite, ao passo que no Sul do país, uma parcela maior das indústrias estima estabilidade (85%), enquanto o restante já fala em queda ao produtor.

Portal do Agronegócio