ago 9 2021

Mercado do boi gordo abre a semana em ritmo lento, com arroba ao valor de R$ 317 nas praças paulista


Nesta segunda-feira, dia 9 de agosto, os preços da boiada gorda apresentaram estabilidade na maioria das praças pecuárias brasileiras.

“Grande parte das indústrias frigoríficas de São Paulo está com as escalas de abate confortáveis e ainda mensurando o consumo interno de carne bovina no fim de semana de Dia dos Pais”, relata a Scot Consultoria, de Bebedouro, SP.

Nas praças paulistas, o boi gordo está cotado a R$ 317/@, enquanto a vaca e a novilha seguem valendo 293/@ e R$ 311/@, respectivamente (valor bruto e a prazo), informa a Scot.

Bovinos destinados ao mercado externo (abatidos mais jovens, com idade de até 30 meses) são vendidos por até R$ 320/@ (preço bruto e à vista).

Segundo a IHS Markit, da capital paulista, as plantas frigoríficas tentam conter as especulações altistas, ao mesmo tempo que incrementam as suas escalas de abate para atender o potencial aumento na demanda por reposição de estoques, em função da reação do consumo de carne bovina após os recebimentos dos salários.

Do lado de dentro da porteira, os pecuaristas seguem tentando barganhar valores maiores, buscando maior rentabilidade diante dos elevados custos da reposição e da nutrição.

No mercado futuro, na última sexta-feira, todos os vencimentos registraram quedas na bolsa B3, exceto o contrato de dez/21.

Os negócios para outubro/21 e novembro/21 recuaram para R$ 325,40 e R$ 329,25, respectivamente.

O contrato de vencimento mais curto apresenta novas variações negativas da ordem de R$ 1,20, acompanhando as variações no mercado físico de São Paulo.

No mercado atacadista, os preços dos principais cortes bovinos, assim como do couro e sebo industrial, permaneceram estáveis nesta segunda-feira. Os preços seguem tendência altista, relata a IHS.

Cotações máximas desta segunda-feira, 9 de agosto, segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:

boi a R$ 320/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 310/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 312/@ (prazo)
vaca a R$ 302/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 313/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 306/@ (prazo)
vaca a R$ 294/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 309/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 293/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 303/@ (à vista)
vaca a R$ 293/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 303/@ (à vista)
vaca a R$ 294/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 302/@ (prazo)
vaca R$ 292/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 295/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 312/@ (à vista)
vaca a R$ 290/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 312/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 295/@ (à vista)
vaca a R$ 284/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 320/@ (à vista)
vaca a R$ 310/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 320/@ (à vista)

vaca a R$ 310/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 295/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 293/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 297/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 297/@ (prazo)
vaca a R$ 287/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 295/@ (à vista)
vaca a R$ 288/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 285/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 299/@ (prazo)
vaca a R$ 287/@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 287/@ (à vista)
vaca a R$ 259/@ (à vista)

Portal DBO