abr 5 2021

Boi gordo: Semana abre em clima de calmaria no mercado brasileiro


O pré-feriado afastou os participantes do mercado brasileiro do boi gordo e os preços se mantiveram praticamente estáveis em grande parte das praças, informa a Agrifatto. Em São Paulo, as indicações da arroba variam entre R$ 315 e R$ 320, a depender da premiação, apontou a consultoria (confira abaixo os preços de machos e fêmeas terminados nas principais praças de pecuária espalhadas pelo País).

Segundo apurou a Scot Consultoria, boa parte dos frigoríficos esteve fora das compras nesta segunda-feira (5/4).

“As indústrias preferiram aguardar uma definição do consumo de carne bovina durante o feriado para, assim, traçar as estratégias de compra ao longo desta semana”, relata a Scot, acrescentando que, no Estado de São Paulo, as escalas de abate atendem em torno de cinco dias.

De acordo com a IHS Markit, a dificuldade na aquisição de bovinos para compor as escalas de abate é crescente, até mesmo para os exportadores.

“As negociações que são observadas no mercado são de pequenos lotes, mesmo em regiões onde já não é possível verificar boas condições de pastagem”, informa.

O motivo para a grande escassez de oferta de animais terminados deve-se sobretudo ao movimento de abates excessivos de fêmeas corrido entre os anos de 2016 e 2018, quando a pecuária brasileira atravessou um período queda de preços, gerando maior desinteresse pela atividade.

Segundo a IHS, o cenário atual do mercado não apresenta fatores consistentes para fornecer patamares menores de preço ao boi gordo, mesmo com a demanda interna tímida.

Além da oferta restrita de animais, o bom ritmo das exportações de carne bovina ajuda a manter a arroba do boi gordo em patamares firmes.

Em março, os embarques brasileiros atingiram o maior volume desde 2007, reflexo da falta de concorrência no mercado internacional, decorrente da acentuada redução no rebanho australiano, além de questões climáticas que afetaram a produção de carne dos EUA.

No mercado atacadista brasileiro, o início do mês trouxe bons sinais aos distribuidores, relata a IHS. “A demanda pelos principais cortes bovinos ao longo do feriado foi suficiente para escoar os estoques dos entrepostos”, informa a consultoria.

Para esta semana, continua a IHS, o recebimento dos salários e da primeira parcela do auxílio emergencial pode estimular uma maior procura pela proteína vermelha, gerando movimentação por parte dos distribuidores para reposição de estoques, o que pode ajudar a pressionar as escalas de abate dos frigoríficos.

Cotações desta segunda-feira (5/4), segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:

boi a R$ 317/@ (prazo)
vaca a R$ 298/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 301/@ (à vista)
vaca a R$ 286/@ (à vista)

MS-C. Grande:

boi a R$ 303/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 301/@ (prazo)
vaca a R$ 289/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 298/@ (prazo)
vaca a R$ 287/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 299/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 297/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 305/@ (à vista)
vaca a R$ 290/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 296/@ (à vista)
vaca a R$ 281/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca R$ 290/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 298/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 296/@ (à vista)
vaca a R$ 286/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 289/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 303/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 279/@ (à vista)
vaca a R$ 272/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 296/@ (à vista)
vaca a R$ 285/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 296/@ (à vista)
vaca a R$ 285/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 293/@ (prazo)
vaca a R$ 283/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 285@ (prazo)
vaca a R$ 278/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 288/@ (prazo)
vaca a R$ 279/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 291/@ (prazo)
vaca a R$ 281/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 289/@ (à vista)
vaca a R$ 273/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 293/@ (à vista)
vaca a R$ 279/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 286/@ (prazo)
vaca a R$ 273/@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 278/@ (à vista)
vaca a R$ 258/@ (à vista)

Portal DBO