jan 25 2021

Leite subiu mas custo também subiu em MS


Considerando a oferta e demanda de lácteos no período da safra para a bovinocultura de leite em Mato Grosso do Sul, a tendência é que o preço do leite registre queda. Não foi o que aconteceu em dezembro de 2020, quando o preço chegou a R$ 1,81, variação de 3,7% comparado ao mesmo período de 2019.

Os dados são da Cepea/Esalq, e foram analisados pelo Departamento Técnico do Sistema Famasul.
Para o zootecnista Juliano Barros, o que motivou esse comportamento foi a melhora do consumo de lácteos. “Impactado negativamente no primeiro semestre, com as medidas de combate à pandemia, esse consumo teve recuperação no segundo semestre, com o pagamento do auxílio emergencial; aquecimento confirmado quando se observa o resultado da balança comercial”, explica o analista técnico.

Apesar da valorização no campo, por outro lado, o produtor sentiu o expressivo aumento do preço
de alguns insumos. “Em 2020, para aquisição de um saco da mistura de milho e farelo de soja,
foram necessários o equivalente a 42,8 litros de leite, variação de 21% a mais que em 2019”,
esclarece.

No balanço do ano para o estado, a média de preço do litro do leite foi de R$1,54, aumento de
29,3%. O bom desempenho da demanda também é confirmado quando se observa o resultado da
balança comercial brasileira de lácteos. Com informações da Famasul.

Pecuária.com.br