jan 22 2021

Candidatura de Alysson Paolinelli ao Nobel da Paz é oficializada


O dossiê com a história do ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli, de 84 anos, foi enviado hoje ao comitê na Noruega que analisará a indicação dele ao Prêmio Nobel da Paz deste ano. Instituições científicas ligadas ao agronegócio de 28 países manifestaram apoio ao pleito.

O envio da documentação oficializa a candidatura ao prêmio, que será divulgada em coletiva de imprensa na próxima terça-feira. Engenheiro agrônomo, Paolilnelli é apontado como um dos grandes responsáveis pela maior revolução tropical agrícola da história: a que tornou viável a produção de grãos no Cerrado brasileiro em larga escala.

O Nomeador Oficial da candidatura de Paolinelli foi Durval Dourado Neto, diretor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP). A indicação ou não ao prêmio será definida e divulgada ao longo do ano pelo comitê que coordena o Nobel.

Desde o início do ano, diversas entidades do agronegócio, organizações, universidades e profissionais apoiam a indicação de Alysson Paolinelli ao Nobel da Paz. O também ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV Agro), coordena o grupo.

O dossiê, com tradução para o inglês, é dividido em cinco partes e tem cerca de 40 páginas. O prazo para envio da documentação vai até 31 de janeiro.

Valor Econômico