out 2 2020

Com china fora das compras, exportação de carne bovina in natura recua 12,81% em setembro


O volume total exportado de carne bovina in natura em setembro ficou em 142,3 mil toneladas, sendo o mês com o quinto melhor desempenho para o ano de 2020. De acordo com Agrifatto, as duas últimas semanas de setembro tiveram poucos volumes exportados em decorrência do feriado chinês e dos estoques de proteínas animais elevados na potência asiática.

A quantidade embarcada em setembro registrou uma queda de 12,81% se comparado ao volume exportado em agosto deste ano, na qual exportou 163,2 mil toneladas. Já na comparação anual, o volume de carne bovina exportada em setembro deste ano teve um ganho de 2,97% frente à quantidade embarcada em setembro de 2019, que foi de 138,2 mil toneladas.

Segundo as informações da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (SECEX), a média diária exportada de carne bovina in natura ficou em 6,77 mil toneladas neste mês de setembro e teve um aumento de 2,94%, se comparado com o mês de setembro do ano anterior que registrou uma média de 6,58 mil toneladas.


O analista da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, destacou que no próximo mês a exportação de carne bovina pode ter um bom desempenho, já que históricamente os embarques aumentam em outubro. “A expectativa é que o volume exportado aumente em Outubro, mas é precisamos acompanhar esse cenário de perto e temos informações de que os chineses estão com os estoques elevados de proteína animal”, afirma.

O preço médio finalizou o mês de setembro negociado a US$ 4.096,5 mil por tonelada, na qual teve um recuo de 2,95% se comparado ao mesmo período do ano anterior que registrou um valor médio de US$ 4.220,8 mil por tonelada.

O mês de setembro encerrou com o valor negociado para o produto em US$ 583,13 milhões, sendo que o preço total comercializado em setembro do ano passado foi de US$ 583,68 milhões. A média diária em setembro ficou em US$ 27.768,5 milhões e registrou uma queda de 0,09%, frente ao valor médio negociado em setembro do ano anterior que foi de US$ 27, 794,4 milhões.

Fonte: Noticias Agricolas