set 11 2020

Gerar Corte apresenta balanço de sua atuação nacional no último ano


O Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho Gerar Corte (Gerar Corte), apresentou nesta quarta-feira (9/7), em reunião on-line, os resultados alcançados na última estação de monta. O grupo reúne 250 técnicos que trabalham e discutem inovações e resultados referentes à IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e à TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo).

Além de apontar os dados relativos a 2019/2020, foi anunciando o lançamento do ProGerar, um software de coleta de dados na fazenda. “O ProGerar vem para facilitar a atuação do veterinário parceiro no processo de coleta de dados a campo e para melhorar a qualidade e a análise dessas informações”, diz Izaias Claro Junior, gerente técnicos de Reprodução da Zoetis. “Prezamos muito mais pela qualidade do que pela quantidade dos dados, e o ProGerar nos permitirá melhorar nossa qualidade com menos esforço.”

Em números gerais, 1.924 fazendas tiveram suas informações analisadas no último ano. Foram 3,64 milhões de matrizes assistidas somente em 2019 e 2,93 milhões de sincronizações (IATF – Inseminação Artificial em Tempo Fixo e TETF – Inseminação Artificial em Tempo Fixo ). Em 2020 foram recebidos 1,4 milhão de dados, sendo 1,38 relativos à IATF e 25,8 mil à TETF.

A taxa de prenhez média nacional foi de 51% no último ano. Os números se somam ao histórico de dados de IATF, que já batem a marca de cerca de 8 milhões nos últimos 14 anos, desde o início dos trabalhos. “Alegra-me ver resultados tão amplos em 2020, que ajudam a cumprir a nossa missão de reforçar a importância de outros fatores dentro do sistema de reprodução para termos maior quantidade e qualidade produzidas”, afirmou o médico-veterinário José Luiz Moraes Vasconcelos, professor da UNESP/Botucatu (SP). Rafael Moreira, gerente de produtos da Zoetis, também relembrou que o grupo “alia a eficiência do sistema de produção de gado de corte a fatores como reprodução, genética, nutrição, saúde e bem-estar dos animais”.

Fonte: portal DBO