ago 28 2020

Demanda firme por boiadas


A baixa oferta de animais, as escalas de abate curtas e a virada do mês se aproximando, com o consequente aumento do consumo, movido pelo recebimento dos salários, podem dar força ao mercado no curto prazo.

A firmeza da cotação do boi gordo dá ânimo aos recriadores e invernistas, aumentando, assim, a procura por negócios no mercado de reposição, que segue com oferta limitada.

A cotação da tonelada da carne in natura exportada está 4,0% menor que no mesmo período do ano passado. Por outro lado, o bom volume exportado trouxe incremento de 33,5% na média diária embarcada, frente ao mesmo período de 2019.

A exportação consumindo as boiadas jovens e o mercado interno ajustado justificam o cenário e a expectativa é de que o cenário siga firme.

A oferta de gado de confinamento tende a aumentar, mas as exportações no segundo semestre devem ser ainda melhores e, somadas à flexibilização do comércio, podem manter a força do mercado do boi gordo.

Sophia Honigmann - Scot Consultoria