ago 21 2020

Mercado firme


O volume de ofertas oriundas dos confinamentos está ligeiramente maior, mas ainda não se apresenta de forma abundante nas principais regiões produtoras do país, levando os frigoríficos a aumentarem as ofertas de compra para manutenção das escalas de abate.

Com a proximidade do final do mês, pode haver movimentações no mercado, com o aumento das ofertas de compra pelos frigoríficos para suprir a demanda do começo de setembro.

O mercado de carne sem osso no atacado segue com valorizações pelo segundo mês consecutivo em São Paulo, em consequência do consumo fraco e da oferta baixa de boiadas.


O volume de carne in natura exportado teve alta de 32,1%, apesar da queda de 3,5% na cotação da tonelada exportada (Secex). Os bons volumes das exportações dão sustentação ao mercado, com os bois que atendem ao mercado chinês negociados por R$230,00/@.

A expectativa é de que o mercado siga firme, enquanto a oferta de boiadas não se torna suficiente para suprir a demanda dos frigoríficos.

Sophia Honigmann / Scot Consultoria