jun 8 2020

Receita das exportações de carne bovina do país cresceu 35% em maio


As exportações de carne bovina (in natura e processada) do país alcançaram 183 mil toneladas e renderam US$ 780,1 milhões em maio, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Em relação ao mesmo mês do ano passado, o volume cresceu 21% e a receita foi 35% maior.

A China foi a grande responsável por esse forte avanço. De acordo com a entidade, o volume dos embarques para o país asiático aumentou 47,9% na comparação, para 118,6 mil toneladas. “A participação da China nas exportações brasileiras alcançou a 56,5% do total, somando-se as entradas pelo continente (39,3%) e por Hong Kong (17,2%). Ainda em maio, a movimentação chinesa pelo continente subiu 128,4% enquanto a realizada por Hong Kong caiu 13,5% em relação a maio de 2019”, informou a Abrafrigo, em comunicado.

Nos primeiros cinco meses deste ano, as exportações brasileiras somaram 732,9 mil toneladas, 5% mais que em igual intervalo de 2019, e geraram US$ 3,1 bilhões em divisas, um crescimento de 23% puxado também pela recuperação dos preços médios de venda.