mai 22 2020

Tailândia abre mercado para lácteos do Brasil


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou que a Tailândia abriu seu mercado para lácteos do Brasil. A confirmação foi recebida ontem pelo governo brasileiro.

Durante uma videoconferência na manhã desta sexta-feira, a ministra afirmou que a abertura de mercados pode contribuir para melhorar a situação dos produtores de lácteos, um dos segmentos mais afetados pela pandemia e que, historicamente, enfrenta problemas de preços.

“Com os mercados que abrimos, como China, Tailândia, Egito, Arábia Saudita, esse setor vai poder se equilibrar. Espero que em breve não tenhamos esse sobe e desce do preço. O que precisamos é nos tecnificar”, afirmou.

A autorização para exportação de lácteos para a Tailândia representou o 60º mercado aberto desde o início de 2019, uma marca comemorada pela comandante da Pasta. A ministra ressaltou que a meta é diversificar destinos e produtos da pauta exportadora.

Tereza Cristina ainda destacou os números das exportações do agronegócio no primeiro quadrimestre de 2020, que aumentaram 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado e ultrapassaram US$ 31 bilhões. Só em abril, foram mais de US$ 10 bilhões. “Superamos vários marcos, mostra que as coisas estão acontecendo, estão fluindo. Além de abastecer mercado interno ainda estamos cumprindo nossos contratos com parceiros internacionais”.

Valor Econômico