mai 29 2020

China compra metade das exportações do Brasil


Participação da China nas compras de carne bovina brasileira voltaram a atingir os 50% no mês de abril, conforme a consultoria Agrifatto divulgou em seu relatório. Por outro lado, as exportações do produto brasileiro para o Chile recuaram 55% e a queda da Rússia nas compras foi de 30%.

Já são 25 meses consecutivos de liderança chinesa, porém o primeiro lugar já foi ocupado por Hong Kong, Venezuela e Rússia. “Apesar da retração das importações totais da China em abril, os embarques brasileiros de carne bovina brasileira cresceram 17% em abril de 2020 frente ao observado no mês de maio”, destacou a consultoria.

Apesar de a China pagar um valor maior do que a média pelo o produto brasileiro, os compradores chineses estão ajustando os preços e reduziu o valor em 21% entre os meses de janeiro a abril, saindo de US$ 6,0 mil/ton para US$ 4,9 mil/ton no último registro oficial. “A queda nos preços pagos pela a China afetou pouco o mercado já que a valorização do dólar compensou a queda no valor nominal”, apontou.

O Egito deve se consolidar como um parceiro comercial cada vez mais importante, que mesmo
com a crise atual, o País deve registrar um PIB mais elevado em 2020. “O câmbio terá um papel
importante nessa relação comercial. Com a habilitação de novas plantas frigoríficas, a demanda
egípcia cresceu em abril/20 e se tornou o terceiro maior comprador com 7,44 mil toneladas
embarcadas”, apontou. Com informações do Notícias Agrícolas.

Pecuaria.com.br