jan 16 2020

Pressão de baixa para o boi gordo


Janeiro tipicamente é um mês de demanda lenta por carne no mercado doméstico e isso tem gerado pressão de baixa por parte da indústria, que, mesmo sem programações alongadas, tem ofertado valores menores pela arroba.

A volta dos pecuaristas aos negócios, ainda que sem excesso de oferta, permite que os compradores testem valores menores, o que tem gerado desvalorizações.

Passado este ajuste dos estoques, com a redução da produção pelos frigoríficos e mesmo vendas a preços bem menores observadas em alguns casos, a tendência é de um cenário de menor pressão, provavelmente mais próximo à virada de mês.

Em médio prazo, a expectativa é de uma safra com retenção de fêmeas. Em outras palavras, apesar de ser safra, com volume mais confortável de gado pela oferta de pastagens, é possível que estas fêmeas a menos mantenham o cenário firme para o período.

Hyberville Neto / Scot Consultoria