dez 6 2019

Leite ao produtor teve ligeira queda no pagamento em novembro


Na média, o preço do leite pago ao produtor teve ligeira queda, de 0,2%, no pagamento realizado em novembro, que remunera a produção entregue em outubro último.

O cenário foi semelhante ao do pagamento anterior, no qual os incrementos menores na produção de leite no Centro Sul e Brasil Central, comparativamente com a média histórica para esse período, e a melhora no escoamento de alguns produtos neste final de ano limitaram as quedas nos preços da matéria-prima (leite cru).

Considerando a média nacional dos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria, o produtor recebeu, em média, R$1,191 por litro, sem o frete, considerando o leite padrão.

Já o preço médio com bonificações por qualidade ficou em R$1,561 por litro, um recuo de 0,3% na comparação com o pagamento anterior. Veja a figura 1.



Para o pagamento a ser realizado em dezembro/19, referente a produção entregue em novembro, 62% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em manutenção das cotações, 30% falam em queda e os 8% restantes estimam alta (laticínios nas regiões Sul e Nordeste do país).

Apesar da expectativa de a produção seguir em alta no Sudeste e Brasil Central até dezembro/19 ou janeiro/20 (pico de produção), a concorrência entre as indústrias está maior este ano, com incrementos menores na produção na safra.

Para saber mais sobre o mercado de leite, custos de produção, clima, preços dos lácteos no atacado e varejo e expectativas para a cadeia assine o Relatório de Mercado de Leite da Scot Consultoria. Mais informações em: https://www.scotconsultoria.com.br

Scot Consultoria