nov 12 2019

Programa MAPA Leite divulga resultados


Resultado de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Programa Mapa Leite, beneficiou 3.300 produtores de leite de cinco Estados. A iniciativa visa promover e melhorar a qualidade do leite por meio da implantação de ações sustentáveis do ponto de vista ambiental, social e econômico.

A análise que durou 20 meses, contou com produtores de de Goiás, Mato Grosso, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que receberam gratuitamente a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar, além de capacitação para produção, transporte e beneficiamento de leite seguro e de qualidade. No Estado de Minas Gerais, as ações do projeto continuam com previsão de encerramento para 2020.

Segundo os dados do Sistema de Assistência Técnica e Gerencial (SISATeG), os participantes tiveram aumento da produtividade e melhoraram os indicadores de qualidade do produto. Foi registrado ascensão de 15% na produção mensal de leite.

Como sinalizador positivo do projeto, em novembro, as Administrações Regionais de Mato Grosso e Goiás divulgaram indicadores de que foi ampliada a qualidade do leite nesses Estados. Em Goiás, 500 produtores de leite aumentaram a produção em 20% após a participação.

Outro Estado atendido, o Mato Grosso, relatou que os 120 produtores de leite registraram aumento de 20% na produção e 25% na geração de renda.

De acordo com a coordenadora nacional do Mapa Leite, Luana Frossard, os resultados também apontam a melhoria na renda dos produtores. “A cada real investido pelo programa Mapa Leite retornou ao produtor de leite outros de 7,00 de valor bruto de produção”.

Feed&Food