out 1 2019

ÁUDIO: Primavera gaúcha movimenta a pecuária de corte


A aguardada temporada de remates de primavera da pecuária de corte no Rio Grande do Sul começou no mês de setembro e se estende até novembro. Grande parte das ofertas da estação das flores gaúcha é formada por animais de alto padrão genético das raças Angus, Brangus, Hereford, Braford e Devon.

De acordo com o Banco de Dados da DBO, em setembro de 2018 foram comercializados no estado 2.124 bovinos, gerando receita de R$ 12,4 milhões e média geral de R$ 5.851.

Já os pregões gaúchos registrados no mês passado pelo Banco de Dados da DBO faturaram R$ 11,8 milhões com a negociação de 1.852 animais por R$ 6.401, em média.

O grande destaque foi o leilão da GAP Genética. Com 100% de liquidez, o dia de negociações do evento, considerado um balizador de preços para a temporada, registrou faturamento de R$ 5,5 milhões com a venda de 635 animais (incluindo equinos da raça Crioula).

Marcelo Silva, leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, analisa o início do circuito de leilões no Rio Grande do Sul e aponta suas expectativas para a atividade em 2020. Ouça abaixo o comentário completo para o Portal DBO.

Portal DBO