ago 1 2019

Rally da Pecuária visita Rondônia após exportação de carne crescer mais de 30% no estado


O estado de Rondônia recebe, nesta semana, mais uma etapa do Rally da Pecuária. O objetivo do projeto é coletar informações através dos produtores e técnicos sobre pastagens, índices zootécnicos, composição do rebanho, estimativa de confinamento, sistema de gestão e produção, permitindo uma avaliação das produções e realidades regionais.

Desde o domingo (28), técnicos da Equipe 4 estão visitando propriedades rurais. Vilhena foi o primeiro município da rota. Depois, os técnicos foram a Rolim de Moura, Ji-Paraná, Ariquemes e finalizarão a etapa na capital, Porto Velho nesta quina-feira (1°).

De acordo com a equipe do Rally da Pecuária, Rondônia está sendo visitado porque a exportação de carne no estado cresceu mais de 30% no primeiro semestre deste ano.

Atualmente o estado tem pelo menos 11 milhões de cabeças, o que corresponde a 6,5% do rebanho brasileiro. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Rondônia (IBGE), Rondônia tem o sétimo maior rebanho nacional. No abate, isso representa quase 8% do total de cabeças abatidas.

Além das propriedades rondonienses, o Rally Da Pecuária será feiro no Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Pará e Mato Grosso.

A expedição dos técnicos diz que no Brasil há 20% dos pecuaristas produzindo mais de 18 arrobas/hectare/ano. Já em Rondônia, apenas 15% dos produtores entrevistados estavam acima dessa produtividade. Mesmo assim eles representam 59% do total das vendas.

Segundo os organizadores, nesta visita ao estado as equipes do Rally da Pecuária debaterão com pecuaristas e técnicos sobre as informações de mercado e tendências observadas nas últimas edições.

Diário Piauí