jul 5 2019

Boi gordo: Preço médio atinge menor patamar desde novembro


Os preços do boi gordo oscilaram com força em junho, tanto para baixo quanto para cima, segundo balanço mensal de junho divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Nos primeiros dias do mês, o Indicador do boi gordo Esalq/B3 chegou a acumular queda de 5,42% (até o dia 5), fechando a R$ 144,8, o menor patamar diário desde novembro do ano passado. Por sua vez, de meados de junho até o dia 28, os preços voltaram a subir, recuperando todas as perdas. Assim, no acumulado de junho, o Indicador registrou alta de 2,42%, fechando a R$ 156,85 no dia 28.

Quanto à média do mês do Indicador, de R$ 149,95, foi a menor desde novembro do ano passado, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI de maio/19). Essa média de junho esteve 1,83% inferior à de maio, mas 8,24% superior à de junho de 2018.

Vale lembrar que, em junho do ano passado, os preços da arroba registravam baixos patamares devido aos reflexos da greve dos caminhoneiros no final de maio, que deixou muitos compradores fora do mercado. No geral, em praticamente toda a primeira quinzena de junho, o mercado foi influenciado pela paralisação temporária dos embarques de carne bovina à China (em decorrência do caso atípico de “vaca louca” em um animal de Mato Grosso).

Além disso, a maior oferta de animais no período final de safra (e início da entressafra) também acabou resultando em quedas nos preços da arroba em boa parte de junho. Já a segunda quinzena do mês foi marcada pela recuperação nos preços do boi gordo, o que esteve atrelado especialmente à volta dos embarques à China – o anúncio da liberação foi realizado no dia 13 –, o que elevou a demanda por novos lotes de animais.

No encerramento do mês, a notícia de abertura para as exportações de alguns produtos agrícolas à União Europeia também deu certo suporte aos preços do boi.

Atacado

No mercado atacadista da Grande São Paulo, por outro lado, os valores à vista da carne oscilaram pouco ao longo do mês. Ao longo de junho, a carcaça casada bovina esteve entre R$ 10,56/kg e R$ 10,71/kg. No encerramento do mês, fechou a R$ 10,71/kg, ligeira alta de 0,85% frente ao final de maio. A média de junho, de R$ 10,64/kg, foi 0,74% inferior à de maio/19, mas 6,4% acima da de junho/18.

Portal DBO