jun 4 2019

Marfrig tem exportações suspensas para China por doença atípica no gado


A Marfrig (MRFG3) comunicou em nota que o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) notificou a empresa sobre caso atípico de EEB (Encefalopatia Espongiforme Bovina) no Mato Grosso, resultando na suspensão temporária de emissões de certificados sanitários para exportação de carne bovina para a China.

De acordo com a companhia, a suspensão tem como base um protocolo bilateral de inspeção e qualidade entre os dois países. Segundo a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal), o Brasil mantém seu status de risco insignificante quanto a EEB, excluindo casos atípicos para efeito de reconhecimento do status oficial de risco do País, sendo que a doença pode ocorrer de forma espontânea em bovinos em qualquer região do mundo.

A Marfrig afirma que a organização já determinou o encerramento do caso, sem alterar o status sanitário brasileiro, que segue como insignificante em relação a doença. “O tratamento que vem sendo dado ao caso comprova a eficiência e a transparência dos mecanismos brasileiros de rastreabilidade e de controle sanitário”, completa a nota.

“A Marfrig acredita que a situação está dentro dos parâmetros regulares envolvendo questões sanitárias e que as exportações devem ser retomadas em breve”, completa o comunicado.

Por fim, vale destacar que as exportações diretas da América do Sul para a China representam somente 3% do faturamento total da empresa no primeiro trimestre, divididos os remetentes da seguinte forma: 0,9% saíram do Brasil e 2,1% foram enviadas por Uruguai e Argentina.

Money Times