dez 20 2018

Aplicativo auxilia no melhoramento genético dos animais


A empresa Semex Brasil lançou na noite de ontem (19), na cidade de Castro, o aplicativo ‘Elevate’ que irá auxiliar os produtores na melhora genética dos animais para aumentar a produção leiteira nas propriedades.

A nova tecnologia simplifica a coleta dos dados dos animais, envio do material e, principalmente, interpretação dos resultados que ainda impedem que uma grande parcela de produtores invista na técnica. A cidade de Castro foi escolhida para receber o lançamento nacional por conta do expressivo investimento e produção leiteira que tem no país.

O gerente de mercado da Semex, Claudio Aragon, explica que com o uso do aplicativo os produtores poderão analisar as estratégias de investimento para aumentar a produção. “Nós disponibilizamos gratuitamente essa ferramenta online, eliminando todo aquele processo com planilhas no papel. O produtor conseguirá identificar as áreas e quais animais devem ter atenção especial e assim melhorar estrategicamente o seu lucro”, revela. Aragon ressalta que depois desse diagnóstico a empresa oferece o serviço de auxílio e planejamento da produção leiteira para que o produtor consiga aplicar os resultados mostrados no aplicativo.

O programa é o único do mercado que, além de funcionar de forma totalmente automatizada, ainda permite a identificação de fêmeas de maior imunidade das raças Holandesa e Jersey, assim como valores genômicos de mais de 100 outras características, todas ligadas à produção, saúde e tipo dos animais.

Essa identificação permite que ocorra a redução do tempo gasto para formar um rebanho geneticamente superior. “Antes do genoma, o produtor tinha de esperar a vaca parir e encerrar uma lactação para saber se o animal era realmente bom. Hoje, com cinco ou seis meses de idade, ele já tem essa confirmação e pode multiplicar a genética desses animais. Isso significa uma redução no intervalo de geração de uns quatro anos, ou seja, é um salto genético extraordinário”, explica Aragon.

Funcionamento

O aplicativo já é utilizado nos Estados Unidos, Canadá e alguns países da Europa. No Brasil ele começará a ser usado a partir do lançamento oficial pela Semex. O produtor irá baixar o aplicativo no celular e verá as opções de testes e outras seções. “Com base nos dados genômicos recebidos, será possível combiná-los com outras informações do rebanho e definir o melhor planejamento genético para alcançar as metas da fazenda”, revela Aragon. A expectativa é que em um ano o programa seja utilizado por produtores do país inteiro e possa fazer análise genética de 30 mil animais.

Fonte: Diário dos Campos