set 12 2018

Aquisição de leite no segundo trimestre caiu 3,2% no país


A aquisição de leite cru pelos estabelecimentos que atuam sob algum tipo de inspeção sanitária no Brasil caiu 3,2% no segundo trimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, para 5,47 bilhões de litros, de acordo com a Pesquisa Trimestral de Abate do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quarta-feira. Na comparação com primeiro trimestre deste ano, houve recuo de 8,9%.

A aquisição de 179,42 milhões de litros de leite a menos em nível nacional foi influenciada pela queda da captação em 12 das 26 unidades da federação da Pesquisa Trimestral do Leite. Entre o fim de maio deste ano e o início de junho, a coleta de leite pelas empresas foi prejudicada pela paralisação dos caminhoneiros. Na época, vários produtores tiveram de descartar leite cru. Os decréscimos mais expressivos na aquisição de leite ocorreram nos Estados de São Paulo (-86,14 milhões de litros), Goiás (-49,23 milhões de litros), Rio de Janeiro (-21,49 milhões de litros) e Rio Grande do Sul (-18,28 milhões de litros).

O IBGE também informou que a produção de ovos de galinha alcançou a marca de 874,40 milhões de dúzias no segundo trimestre, 6,6% acima do registrado no mesmo período do ano passado. Em relação ao primeiro trimestre, houve alta de 2%.

A aquisição de couro pelos estabelecimentos brasileiros que efetuam o curtimento atingiu 8,23 milhões de peças inteiras de couro cru de bovinos no segundo trimestre, de acordo com o IBGE. O número ficou estável em relação a igual intervalo de 2017. Mas, na comparação com primeiro trimestre, houve queda de 4,1%.

Fonte: Valor Econômico