jun 26 2018

Abiec promove churrasco em Israel para celebrar primeira exportação de carne bovina resfriada


A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Bovinas (ABIEC) informa que durante o mês de maio o Brasil realizou a sua primeira exportação de carne bovina resfriada para Israel. O embarque foi possível graças a uma série de garantias técnicas fornecidas pelas empresas associadas à ABIEC, o que elevou o prazo de validade da carne bovina resfriada para aquele país para 85 dias.

Com isso, apesar de os volumes ainda serem pequenos, a expectativa é de que o início da exportação desse tipo de produto represente uma oportunidade para o Brasil ampliar sua participação no mercado de Israel, um dos vinte maiores importadores de carne bovina do mundo.

De olho nessas oportunidades, a ABIEC e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), parceira da entidade no projeto Brazilian Beef, realizaram um workshop na cidade de Tel Aviv, com objetivo de estreitar relações com os importadores daquele país. O evento, que contou com a colaboração da embaixada brasileira em Israel, aconteceu no último dia 19 de junho e reuniu cerca de 120 convidados entre eles o embaixador do Brasil em Israel, Paulo Cesar Meira Vasconcellos, além de outros representantes da embaixada, autoridades dos Ministérios, importadores e jornalistas daquele país. Além de obter informações sobre o modelo de produção da carne brasileira, os convidados também puderam degustar um típico churrasco brasileiro.

Atualmente, a maior parte das exportações para Israel são de cortes dianteiros, mas a expectativa é de que, a partir dos embarques de carne resfriada, seja possível ampliar a quantidade de cortes enviados para o país. “As informações que temos é de que cortes como a picanha agradam ao consumidor israelense, o que pode ser uma grande oportunidade de negócios para o Brasil”, destaca Camardelli.

Em 2017 Israel importou 108.641 toneladas de carne bovina, número 19,2% acima do registrado em 2016. Desse total, 97% são de carne in natura, das quais o Brasil foi responsável por 16,4% das importações israelenses, se consolidando como terceiro principal fornecedor de carne bovina para aquele país. Prova de que há espaço para crescer e ocupar mais espaço são os resultados do último ano. As exportações brasileiras de carne bovina para Israel somaram 18.884 toneladas em 2017, crescimento de 25,2% em relação a 2016. Já em faturamento, as exportações fecharam em US$ 89.291 milhões, avanço de 22% ante o resultado do ano anterior. De janeiro a maio de 2018, os embarques para Israel já somaram 6.776 toneladas e US$ 29.202 milhões.

“Por tudo isso, estamos muito felizes e orgulhosos do primeiro desembarque de carne resfriada do Brasil em Israel. Nós agradecemos a confiança no produto brasileiro e temos certeza que essa importação será importante para o estreitamente ainda maior das relações entre os países”, ressaltou o presidente da ABIEC, Antônio Jorge Camardelli.

Fonte: Abiec