jun 28 2018

Reunião na Assembleia de SP discute projeto sobre embarque de animais vivos


Os deputados que fazem parte do colégio de líderes da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) se reuniram nesta quinta-feira, 28, para decidir se o Projeto de Lei 31/2018, que proíbe o embarque de animais vivos no transporte marítimo do Estado com a finalidade de abate para consumo, estará na pauta de discussões da próxima semana.

A previsão inicial era que o projeto fosse votado na última terça-feira, 26, mas o tema foi retirado da pauta.

Segundo informação dada pela assessoria de imprensa da Alesp ao Broadcast Agro (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado), a previsão é que a reunião do colégio de líderes termine antes das 18 horas e traga uma definição sobre a próxima data de votação do PL.

A eventual proibição do embarque de animais vivos tende a afetar principalmente a cadeia de bovinos e, na avaliação da diretora do departamento de pecuária da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Teresa Vendramini, o elo mais prejudicado seria o de “dentro da porteira”.

“A venda do animal vivo é uma maneira de gerar ganho adicional ao produtor rural, algo que ele não conseguiria através dos frigoríficos, por isso o PL nos preocupa”, afirma a executiva.

O embarque de animais vivos no Estado ganhou repercussão em fevereiro, quando uma decisão judicial suspendeu o transporte de quase 26 mil bois no Porto de Santos. Desde então, a SRB vem se mobilizando contra a proibição ao lado de outras entidades do setor agropecuário.

Fonte: Dinheiro Rural